domingo, 15 de junho de 2014

Esboço de Sermão: Jesus Cristo o início e o final de nossa fé.



Hebreus, Divulgador da Palavra

Esboço de Sermão: Jesus Cristo o início e o final de nossa fé.


Texto Bíblico: Hebreus 13: 1-19


V1: Somos chamados ao amor. À caridade, que devemos demonstrar em atos de ajuda aos necessitados.


V2: Devemos ser hospitaleiros. Por causa da hospitalidade, três pessoas – sem saber- hospedaram anjos.

    ·         Abraão – O Patriarca

    ·         Gideão – Um  dos Juízes

    ·         Manoá – Pai de Sansão

Por causa da hospitalidade, Ló foi salvo na destruição de Sodoma.

Reflexão:

Há visitantes em nossas igrejas com quem poderíamos compartilhar uma refeição?

Um missionário a ser ajudado?



V3:  Devemos ter empatia por aqueles que estão na prisão ou maltratados.

Empatia: Tendência para sentir o que sentiria, se estivesse em situação vivida por outra pessoa.


V4: Os votos do casamento devem ser respeitados. O adultério é pecado e caba com a família. Derruba ministérios. Traz grandes sofrimentos.

Adultério: A relação de um homem casado com outra mulher e vice-versa. Figuradamente é também a IDOLATRIA.


V5:  Precisamos contentar com o que temos.

“Porque já aprendi a contentar com o que tenho.” (Filipenses 4:11b)

Combater a ansiedade por ter mais e mais.  Ter...ter...ter...

“Quando depositamos nossa fé em Deus, com base em suas revelações registradas na Bíblia Sagrada, jamais seremos enganados ou iludidos, em qualquer tempo, lugar ou situação”.


V6: Somente Deus pode nos satisfazer plenamente. Ele supre todas as nossas necessidades. 

O amor sem medida ao dinheiro é prejudicial ao homem.

Devemos ser livres do amor (desmedido) ao dinheiro. Não podemos adorá-lo.


V7: Devemos nos lembrar daquelas pessoas que nos ensinaram o viver Cristão e o Evangelho.

“Para que vos não façais negligentes, mas sejais imitadores dos que, pela fé e paciência herdam as promessas.” (Hebreus 6:12)


V8: Cristo é o nosso líder supremo. Ele não muda conforme o tempo ou as circunstâncias. Em um mundo mutável podemos confiar em Deus imutável.

Cristo morreu uma vez pelo pecado do homem. A sua morte foi suficiente e isto nos dá segurança. Imutabilidade de Deus.


V9 ao V13: As mudanças permanentes e duradouras originam-se da ação do Espírito Santo sobre as nossas vidas. Devemos preservar a Sã Doutrina, tendo a Bíblia como parâmetro de nossas condutas.

O QUE NOS IMPEDE DE SERMOS FIÉIS A CRISTO?

O apóstolo Paulo nos lembra que “pode ser necessário deixar o arraial”  . Nos tempos do êxodo os que estavam cerimonialmente impuros, deixavam o arraial.

Jesus sofreu nossa humilhação fora da cidade.


V14: Não devemos nos prender a este mundo.

Nós vivemos em um mundo temporário. Tudo o que temos, e tudo o que somos aqui irá passar.

O QUE PERMANECERÁ?

     ·       O nosso relacionamento com Deus.

   ·    O nosso serviço (a nossa mordomia) prestado a Ele: Fidelidade, Evangelização, Obediência.

Devemos nos lembrar de armazenar tesouros no céu. (Mateus 6:19-21)

       V15: O nosso louvor pode ser oferecido em qualquer lugar e em qualquer hora.

(Oséias 14:2)


V16: Novamente somos lembrados da Beneficência. Mesmo que não sejamos notados pelos homens. Os atos de Bondade e Generosidade são notados por Deus.

Comunicação: Agradecer a Cristo por seu sacrifício e falar dele para outras pessoas.

“SACRIFÍCIOS DE LOUVOR” é igual a “FRUTO DOS LÁBIOS”. É Glorificar e render Graças a Deus.


V17: Os líderes devem ajudar as pessoas a amadurecer em Cristo. Os cristãos (membros da igreja) devem cooperar com os líderes, pois, isto lhes alivia o fardo da liderança.

A NOSSA CONDUTA PERMITE AOS NOSSOS LÍDERES FALAR COM ALEGRIA A NOSSO RESPEITO? (Tito 1:7-8)


V18 e 19: A oração é uma necessidade. E nossos pastores e líderes são alvos de críticas constantes.

SUCESSO: Leva ao orgulho.

FALHAS: Levam à depressão.

Alie-se a isto a luta, o esforço que Satanás empreende para derrubá-los.

OS PASTORES PRECISAM COM URGÊNCIA DE NOSSAS ORAÇÕES!

TEMOS ORADO PELOS LÍDERES DE NOSSA IGREJA?







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente com Responsabilidade. Lembre-se da máxima, o nosso direito termina onde começa o direito do outro. Além de tudo, mesmo que divergentes em opiniões, somos Cristãos.