terça-feira, 18 de julho de 2017

Cristianismo e Direitos Humanos.



Cristianismo e Direitos Humanos.
Jonas Dias de Souza[1]

Não é o objetivo deste escrito entrar pelas searas da controvérsia que gira em torno deste tema. De antemão digo que não concordo com algumas expressões ridículas de algumas pessoas que se arvoram defensoras de tais direitos. O que vemos na mídia são pessoas despreparadas e palpiteiras sobre questões afetas à Segurança Pública, sem que tenha militado na área e desconhecem as nuas e cruas realidades dos homens de bem que trabalham nas forças de segurança. Buscamos uma reflexão simples, sobre como o tema é abordado algumas vezes (de forma impercetível) na bíblia e por alguns pensadores cristãos ao longo dos séculos.

Se existe um povo que sofre perseguição a muitos séculos, são os Judeus. Cerca de 1.500 anos antes de Cristo foram escravizados pelos Egípcios, até que fosse libertado (como muitos sabem) por Moisés. Em séculos próximo ao nosso, é de vasto conhecimento as atrocidades sofridas durante o holocausto. Do ponto de vista bíblico, a origem, o cerne do tema Direitos Humanos, é encontrada no

sexta-feira, 19 de maio de 2017

A unificação do Culto de adoração.


 O louvor não deve ser um fragmentador do culto de adoração a Deus, mas sim, um elemento unificador que deve levar a igreja a adorar como um só corpo.

Leia o artigo de Matt Merker no Ministeŕio Fiel.

Deus abençoe.



Três Perigos do "Momento de Louvor" do Culto Matt Merker

domingo, 5 de março de 2017


Reflexões sobre a educação de nossas crianças.
Jonas Dias de Souza[1]
“Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo, tu e a tua casa” (Atos 16.31)
A salvação é individual. Muitas vezes ouvimos isto em sermões e pregações. Mas, mesmo sendo individual, passamos a ser sal e luz, quando aceitamos a Cristo. Quando nos convertemos e nos dispomos a orar pela nossa família e comunidade, pela nossa parentela, estamos iniciando a evangelização de nossa casa. Quando oramos em família, cultuamos em família, estamos ensinando e ao mesmo tempo trabalhando para que a mensagem de salvação seja ouvida em nossos lares.
Crer no Senhor Jesus e ter a casa salva são processos que se iniciam na nossa individualidade. Por isto não devemos esperar que a nossa família comece a ir para a igreja, para irmos. Devemos incentivar com ações individuais, a nossa família. Isto é educar pelo exemplo. Há uma interpretação equivocada da passagem de provérbios 22.6, pretendemos ensinar o caminho, quando deveríamos ensinar no caminho. Há diferença gritante. Apontar o caminho é direcionar o filho para